Cuidado! Achar que o só a sua comunicação e persuasão são as únicas maneiras para ter sucesso no seu empreendimento, pode lhe trazer riscos. A prática do “jeitinho” tende a gerar alguns erros comuns, o que leva até mesmo ao fracasso. Descubra o que fazer!

Quem nunca acreditou que um “jeitinho” resolve tudo? Dentro de um negócio, esse termo pode aparecer de forma ainda mais recorrente do que na vida. Mas cuidado, achar que é capaz de solucionar todos os problemas e sempre saber o que está fazendo, na verdade, é perigoso e põe em risco o seu empreendimento, podendo gerar erros de gestão muito comuns. Por isso, é bom lembrar que só sua experiência prévia e habilidade de comunicação não são suficientes para manter o seu projeto. Em um mercado que muda o tempo inteiro, abrir a mente e buscar conhecimento pode ser a chave do sucesso.

Geralmente, tendemos a pensar que sabemos tudo – ou pelo menos o suficiente – sobre o tipo de empreendimento que iremos investir ou que já estamos atuando, principalmente quando já temos uma experiência anterior na área ou mercado. De acordo com o coordenador da MBA Executivo em Gestão Comercial & Inteligência de Mercado, Edson Teixeira, não dá para comparar nossa bagagem passada com o que virá no futuro. Este é, aliás, mais um erro comum cometido por empresários.

Afinal, por que o famoso “jeitinho” pode prejudicar tanto um negócio? A resposta é bem simples: por mais que haja diversas experiências anteriores ou até mesmo que tenhamos estudado onde iremos investir, não sabemos de tudo e a constante movimentação do mercado pode mudar completamente a forma como uma situação pode ser resolvida e também se algo parecido poderá ser solucionado da mesma forma futuramente. Essa falsa autossuficiência é capaz até mesmo de causar o insucesso do empreendimento, portanto, é bom ter cuidado.

Você conhece os principais erros de um empresário?

Edson explica que alguns erros são cometidos com tanta frequência que já se tornaram comuns ao mercado e aos empresários, mesmo os que já estão no ramo há algum tempo.

Não se atualizar sobre o mercado e o consumidor

Ao escolhermos o tipo de negócio ao qual iremos investir, é importante saber também qual o domínio e o conhecimento que se tem daquela área. Optar por um empreendimento apenas por identificação ou porque aparentemente ele lhe dará um retorno rápido é um erro bem comum e que pode lhe custar o sucesso. É preciso ter certeza do que se quer.

Não se planejar financeiramente

Ter um negócio anda em conjunto com a ansiedade. Quando não pela vontade de investir, pela vontade de expandir, o empresário quase sempre sente uma das duas vontades e nessas horas é preciso ser racional. É o caso do planejamento financeiro. Nem tudo dá certo de cara, por isso, ter reservas ou simplesmente saber de que maneira irá investir a quantia existente, evitará problemas com as finanças do seu projeto e até uma possível dificuldade em expandir o seu negócio.

Amadorismo na gestão

A falta de experiência no mundo dos negócios também pode ser prejudicial para o futuro de um empreendimento. Quando baseamos nossas decisões de negócio em algo além de dados e informações precisas, a tendência é abrir as portas para uma série de decisões duvidosas, fundamentadas em achismos,  podendo gerar dores de cabeça e colocar o seu negócio em gravíssimo risco. Portanto, é preciso conhecer o mercado que se está atuando e, mais importante, sempre estar atualizado das tendências e novidades. Além, é claro, de basear suas decisões em dados: seguir o coração nesses casos não é uma boa ideia.

Por fim, não dá para se espelhar no passado

De acordo com Edson, achar que ter uma bagagem na área do investimento irá te permitir resolver os problemas futuros do seu projeto é um dos erros bem comuns dos investidores. Ele explica que o mercado é dinâmico e as coisas mudam a todo o momento, portanto, ter trabalhado na área ou até mesmo ter experiência, ajuda e muito um negócio, mas não significa que você conseguirá resolver problemas posteriores, de um mercado que já passou por mudanças e que segue em constante evolução.

Assim, começamos a nos questionar o que esses erros são capazes de gerar e como solucioná-los. Primeiro, é preciso saber que apesar de parecerem pequenos, eles podem ser os grandes vilões do seu insucesso. Os problemas mais recorrentes vindos desses erros são o fato de a empresa trabalhar muito, mas não lucrar, conseguindo o suficiente para apenas pagar as contas e, em caso de fracasso, o trauma gerado por um empreendimento que não deu certo, juntamente com o medo de fazer apostas futuras.

É preciso estudar o mercado e se atualizar

Não adianta apenas saber que quer entrar em um ramo ou já estar nele há um tempo. Para evitar erros, a principal dica é estar sempre um passo à frente e saber onde buscar as informações que você precisa para guiar suas escolhas objetiva e acertadamente. Na hora de firmar um novo projeto ou expandir seu negócio, obter conhecimento faz toda a diferença. E por que não mergulhar fundo no mercado? A MBA Executivo em Gestão Comercial & Inteligência de Mercado oferece o mais atualizado conteúdo sobre as áreas comerciais e vendas.

Voltado para as mais diversas áreas e portes de empresas, a pós-graduação busca projetá-las para pensar e agir estrategicamente. Ela é voltada ainda para a agregação de valor e a obtenção de resultados, abordando aspectos conceituais, contextuais, estratégicos e operacionais.

 

Adriano Borges | IGC Educação

Deixe seu Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com "*", são obrigatórios.

*


Algumas Sugestões para você

+
Pós-graduação em Psicologia: devo fazer? Qual escolher?

Pulicado em 23/09/2015

Autor: Adriano Borges | IGC Educação

+
Saiba como se sair bem em uma entrevista interna!

Pulicado em 01/03/2017

Autor: Adriano Borges | IGC Educação